Análise SWOT: entenda melhor sua empresa e o mercado

Análise SWOT: entenda melhor sua empresa e o mercado

Análise SWOT: entenda melhor sua empresa e o mercado

Como a análise SWOT pode ajudar no crescimento do seu negócio

Atualmente, não há uma palavra ou termo que seja tão importante para o seu empreendimento quanto: PLANEJAMENTO. É nesta etapa que a Análise SWOT se encaixa. Desenvolvido na década de 60 por Kenneth Andrews e Roland Christensen, o termo “SWOT” é uma abreviação das palavras strenghts (força), weaknesses (fraqueza), opportunities (oportunidades) e threats (ameaças). Contudo você já pode ter ouvido a versão tupiniquim do termo conhecido como FOFA.

A ideia primária da utilização da ferramenta é a avaliação dos ambientes internos e externos da empresa, indicando estratégias de mercado que visem aperfeiçoar e melhorar o desempenho de seu empreendimento. Entretanto, há outra utilidade para o quadro. A Análise Swot também é utilizada para identificar os pontos fortes e fracos da empresa, bem como oportunidades e ameaças das quais a mesma está exposta.

Para tal julgamento são separados dois cenários: internos e externos. No ambiente interno encontra-se a organização e conta com as forças e fraquezas que a mesma possui. Já no ambiente externo são aplicadas as “forças que estão fora da alça de controle da empresa”. As forças e fraquezas são avaliadas a partir do atual momento da empresa. Já as oportunidades e ameaças são previsões que podem estar ligadas ou não às forças externas.

Análise SWOT: entenda melhor sua empresa e o mercado. BG Comunicação e Marketing

Para criar a sua própria Análise Swot deve-se apurar o maior número possível de dados para cada área. Desse modo:

1) Forças: São elementos internos que trazem benefícios para o seu negócio. Como, por exemplo:

  • A união da sua equipe;
  • Localização privilegiada;
  • Padrão de cobrança.

Neste momento deve-se focar no que realmente faz a diferença para empresa e que ajude criação do plano de ação.

2) Fraquezas: são elementos internos que atrapalham o negócio. São características que atrapalham na realização da missão. Alguns exemplos são:

  • Equipe pouco qualificada;
  • Tecnologia ultrapassada;
  • Processo de entrega.

O intuito aqui é identificar esses pontos e, com isso, estabelecer ações que minimizem essas fraquezas.

3) Oportunidades: são elementos externos com grande potencial para elevar a empresa. Merece destaque que neste cenário não há como influenciarmos os aspectos presentes. Alguns exemplos são:

  • Algum evento, seja ele de razão esportiva, cultural ou social, que a empresa possa aproveitar;
  • Redução de taxas de impostos, bem como auxilio à empresa;
  • Lançamento de uma nova tecnologia que possa vir a agregar a companhia.

 

4) Ameaças: aqui estão inseridos fatores que impedem o crescimento da empresa. Da mesma forma que nas oportunidades, neste cenário não há como ter controle dos fatores que influenciam o empreendimento. Um detalhe importante que vale ressaltar é: “empresa tem de estar ciente das ameaças que podem acontecer, para um melhor entendimento do seu segmento”. Alguns exemplos são:

  • Entrada de um novo concorrente no mercado;
  • Falsificação de produtos;
  • Falta de mão de obra qualificada.

 

Análise SWOT: entenda melhor sua empresa e o mercado. BG Comunicação e Marketing

Desse modo, a criação e utilização da análise SWOT ou matriz FOFA é primordial para o planejamento da empresa. Muitas organizações acabam da noite para o dia por não terem conseguido entender o cenário que as cercava, falhando assim no planejamento estratégico. Uma dica: não se precipite na criação de seu negócio. Analise bem cada variante, concorrentes, estrutura e legislação para que a sua organização cresça de forma organizada e bem sucedida.

Deixe seu comentário

Shares