Dicas para ficar bem posicionado no ranking mobile do Google

Dicas para ficar bem posicionado no ranking mobile do Google

Dicas para ficar bem posicionado no ranking mobile do Google

Desde julho de 2018, o Google vem considerando a velocidade de carregamento de sites mobile para o ranking orgânico. Ou seja, assim como acontecia pelo desktop, sites que carregam mais rápidos têm mais chance de ficarem no topo de busca organicamente.

Mas, de acordo com o Google, não é o fim para os sites mobile que têm um excelente conteúdo, mas não apresenta alta velocidade na hora do carregamento. Eles ainda podem ficar no topo de busca orgânica.

Para quem pretende manter o site mobile no ranking, o Google dá três conselhos:

1. Velocidade e ecossistema

Velocidade e ecossistema mobile, segundo o Google, são muito importantes, e nós vivemos em um mundo cada vez mais mobile-first. Nos EUA, por ex., das 5,9 horas diárias que os usuários passam acessando mídias digitais, 3,3 são em aparelhos móveis.

Não é à toa que o investimento em mídia digital já é maior que TV. O mobile já ultrapassou desktop e é quem tem a maior oportunidade de crescimento entre todos os meios. A diferença entre o tempo gasto com mídia e o investimento nela gera uma oportunidade de nada menos que 7 bilhões de dólares.

No Brasil, em média, os sites mobile demoram cerca de 15.8 segundos para recarregar completamente. De acordo com SOASTA, The State of Online Retail Performance, Abr 2017, um segundo de atraso pode impactar as conversões em até 20%. Já os dados da Provokers, de 2017, revelam que mais de 50% das visitas em sites mobile são abandonadas se demorarem mais de 3 segundos para recarregar.

2. Ferramentas são as melhores amigas

O Google dá dicas de ferramentas que os usuários podem usar para acompanhar o desempenho de velocidade. Para comparar a agilidade em relação à sites concorrentes, a ferramenta indicada é Speed Scorecard.

Já a Calculadora de Impacto é utilizada para checar o potencial impacto de melhorias na velocidade da sua página mobile na sua receita. Este é impulsionado pelos dados de referência do Google Analytics.

Para avaliar a velocidade com que o seu site é carregado e obter dicas de otimização, você pode verificar o PageSpeed Insights.

3. As AMP auxiliam no desempenho

Segundo o Google, páginas que usam a tecnologia Accelerated Mobile Pages (AMP) são tão rápidas que parecem carregar instantaneamente. As AMP continuam evoluindo e expandindo rapidamente para além do conteúdo, trazendo novas funcionalidades para sites e também para outros produtos como campanhas de Google Shopping, como por exemplo o AMP Stories - um formato imersivo e visual para storytelling - e o AMP para Email.

Leia também: Já ouviu falar em m-commerce?

 

Fonte Think with Google

Deixe seu comentário

Shares