Afinal, o que é inbound marketing?

Afinal, o que é inbound marketing?

Afinal, o que é inbound marketing?

Conhecido também como Marketing de Atração, o Inbound Marketing se destaca pelo tipo de relacionamento que ele cria entre empresa e cliente. Trata-se de qualquer estratégia pensada e desenvolvida para fazer as pessoas irem atrás da marca, e não o contrário.

Se antes era normal bater na tecla de divulgação e alcance de espectadores para se aproximar dos futuros compradores, hoje é possível encontrar maneiras muito mais cativantes para conquistar o consumidor.

No Inbound Marketing, a principal estratégia é fazer com que as pessoas sejam movidas por um tipo de ação que realmente chamou sua atenção, causou curiosidade e despertou o seu interesse. Ou seja, o objetivo aqui é atrair as pessoas e criar uma interação/diálogo entre cliente e marca, o que não é feito quando o marketing foca apenas em fazer o consumidor escutar suas propostas.

Além disso, este tipo de estratégia costuma trazer resultados mais positivos, já que apela para um engajamento maior. E para ser eficaz, é necessário pensar primeiro em oferecer valor antes de oferecer um produto ou serviço.

Os 3 pilares do Inbound Marketing

Há várias formas de seduzir e converter o público, mas todas elas estão basicamente separadas por três pilares: Redes Sociais, SEO e Marketing de Conteúdo.

  1. Redes Sociais

Espalhe seu conteúdo e continue fortalecendo a imagem da sua empresa por meio das redes sociais. Essas mídias são fundamentais para que você se mostre presente. Mas não só para aparecer, e sim se destacar. Tenha frequência de posts, interaja e mantenha um relacionamento ativo com seus clientes para encantar as pessoas e mostrar que sua marca se importa com a satisfação delas. Assim, você não corre o risco de ser “esquecido” por falta de atualizações.

Os pontos desse pilar incluem principalmente engajamento e ações de destaques cada vez maiores.

  1. SEO

Utilizar técnicas de SEO (Search Engine Optmization) é uma maneira de melhorar o seu posicionamento em mecanismos de buscas e fazer com que a sua marca seja encontrada de maneira mais rápida e fácil por meio de resultados orgânicos. E quem não quer ganhar visibilidade, não é mesmo?

Por esse motivo, o SEO deve ser trabalhado constantemente. A otimização de sites e páginas terá o poder de proporcionar influência na decisão de compra, já que a reputação da marca será beneficiada. Tudo isso através do que o consumidor vai visualizar nas primeiras posições da página de pesquisa do Google.

Com essas informações em mãos, basta ter planejamento e conteúdo para começar a buscar uma performance melhor e, assim, disseminar os pontos fortes para ganhar cada vez mais autoridade no assunto.

  1. Marketing de Conteúdo

Aqui a produção de conteúdo estará em alta! O importante vai ser focar no que é atrativo, gera valor e é fundamental para o seu público-alvo. Nesse momento acontece aquilo que falamos de construir um relacionamento mais próximo e, também, vantajoso.

Faça pesquisas, elabore artigos, tire dúvidas, compartilhe informações úteis e, enfim, produza o que for realmente interessante. Além de agregar valor e se aproximar do público, um conteúdo relevante aumenta as chances de obter melhores posições nos mecanismos de busca, como o próprio Google. Viu como tudo está interligado?

Nos futuros resultados desse investimento, é provável que se encontre o aumento da sua visibilidade nos meios digitais, uma base de leads maior, credibilidade aumentada entre o público, novos clientes fiéis e propagadores da marca, etc.

Marketing de Conteúdo x Marketing Tradicional

As duas estratégias são igualmente válidas, mas é importante frisar que elas são diferentes. No entanto elas podem e devem se complementar caso o objetivo seja investir em um marketing mais “completo”. Como consequência, essa união pode trazer benefícios ainda mais relevantes, afinal de contas estará sendo trabalhado um conteúdo valioso junto ao poder de divulgação.

Vantagens de investir em Inbound Marketing

A sua empresa pode ganhar mais leads qualificados (gastando menos!) caso invista em Inbound Marketing. Isso é, enquanto o lead é um potencial cliente que em algum momento demonstrou interesse por conhecer ou consumir o seu produto/serviço, o lead qualificado é aquele potencial cliente que está mais à frente, que já entendeu qual necessidade tem e está procurando um jeito de solucioná-la.

No final das contas, o lead é um usuário que está ao alcance da empresa, mas que nem sempre pode ser convertido em cliente. Já com o lead qualificado seria o consumidor que a marca pode ter mais sucesso. E, para aumentar a base de lead qualificado, é importante criar conteúdos específicos e segmentados. Desse jeito será possível convencer de que no seu negócio ele encontra o que precisa e com credibilidade.

Diante desses dados, dá para perceber o quanto o esforço por um relacionamento como esse pode fazer a diferença. Lendo e aprendendo mais sobre o assunto, é possível aplicar essas medidas e decidir a jornada de compra de alguém favorável a você.

Deixe seu comentário

Shares